22 de Maio - Você pode ficar com raiva

May 22, 2018

 

Se você já ficou irritado com alguma atitude dos seus pais ou com uma promessa não cumprida do seu cônjuge ou com a desobediência dos seus filhos, está tudo bem! É aliviador saber que biblicamente falando, ficar com raiva não é pecado. (Ef.4:26)

Podemos sentir o nosso sangue ferver e ficarmos realmente indignados com alguém, porém a grande questão não é o que sentimos, mas o que fazemos com este sentimento.

Há duas maneiras prejudiciais de se lidar com a raiva, uma é implodir e a outra é explodir. Aqueles que implodem, são os que normalmente "engolem sapo" e não tratam o problema. Eles não externalizam o seu aborrecimento e por dentro ficam como um vulcão em erupção. Esta raiva "engolida" pode causar: sono perturbado, irritação, problemas de relacionamento, apetite em excesso, desgosto com a vida, etc. A pessoa acaba se matando com o próprio veneno que produz(Ef.4:31).

Já aqueles que explodem, fazem questão de demonstrarem a sua indignação. Gritam, xingam, ameaçam, ofendem, não medem as suas palavras e atitudes. Podem acabar matando emocionalmente as pessoas que se relacionam com o veneno que transmitem.

 

Então, como devemos reagir diante do conflito? Como lidar com a raiva sem se "matar" ou "matar" o outro?

Aqui vão algumas dicas práticas:

1.       Evite resolver o problema quando estiver de cabeça quente. Dê uma volta no bairro para orar e se acalmar.

2.       Não fuja do conflito. Quando a situação estiver se acalmado, procure quem você magoou e converse respeitosamente para resolver a questão. Diga para o seu familiar como você se sentiu com o que ele fez e como isto o afetou.

3.       Perdoe. Guardar ressentimento além de piorar a situação, vai te fazer muito mal e desagradar ao Senhor (Mt.18:21-22).

 

Não exija que os que estão à sua volta não fiquem com raiva, nem se culpe quando se sentir assim. Apenas observe para ter a reação certa e tudo se resolverá!

 

 

Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira, nem deis lugar ao diabo. (Efésios 4:26)