22 de agosto -  Nem tudo que parece é!

August 22, 2018

 

 

 

Você já conheceu uma pessoa e a julgou mal de primeira vista? E depois de conhecê-la melhor, viu que estava completamente errado? 

Somos tendenciosos a tirar conclusões a respeito de tudo e todos, porém precisamos ter cuidado para não nos deixar guiar por este comportamento, ainda mais dentro do ambiente familiar.

Estes dias por exemplo, cheguei em casa e meu esposo me perguntou surpreso: "Aonde você foi? Eu estava te esperando para almoçarmos juntos, te liguei, mas você não atendeu."

Como eu saí para uma rápida consagração, deixei o celular no modo offline, mas antes de desligá-lo, tive o cuidado de enviar uma mensagem para ele dizendo que voltaria logo. O interessante, foi que a mensagem só chegou no celular dele no momento em que estávamos conversando e pareceu-lhe que eu havia saído sem dar satisfação.

Da mesma maneira, quantas vezes surge situação em nossa casa que parece, mas não é. Parece que o filho não respondeu à nossa pergunta, porém ele apenas respondeu em voz baixa. Parece que o esposo não comprou o que pedimos, mas nós que não vimos a compra dentro do armário. Parece que a esposa não fez o jantar, mas estava tudo dentro do forno, etc.

Que tal, ao se deparar com uma situação desarranjada dentro de casa, antes de criar um clima de confusão, perguntar primeiro o que aconteceu? Não com rispidez, mas com educação e brandura. A prudência no falar nunca é demais!

Agindo assim, você se livrará de muitos conflitos desnecessários e se tornará uma pessoa mais tranquila e sábia.

 

 

Amigos, nunca se esqueçam: aprendam a ouvir primeiro e a falar depois, e não deixem que a ira tome o controle. Quem se deixa dominar pela ira não faz a vontade de Deus.

(Tiago 1:21, Bíblia A Mensagem)

 

Share on Facebook